Sábado, 16 de Abril de 2011
Inocência.

Filha de uma rigorosa professora em que o seu salário mal chegava para pagar a prestação da casa e de um preguiçoso "pseudo engenheiro" bem remunerado que fazia com que a família conseguisse viver desafogadamente, nasceu a menina dos olhos dos seus pais. Apesar da irremediável semelhança com sua mãe, o sorriso era do pai. Tal feito, fazia o pai dar consigo a meio da noite a sorrir para o tecto branco sujo enquanto se encontrava deitado sob a desarranjada cama de casal. Adorova-a. Disso ninguém poderia duvidar. Os olhos denunciava-no apesar de nunca o demonstrar. Pensava que o silêncio ou as pequenas festas na testa antes da pequena adormecer - único gesto mais carinhoso que tinha com a filha - fossem suficientes para a menina soubesse o quão a amava. Por um motivo irracional, ela sabia. Por outro lado, a sua mãe era a típica mãe-galinha. Sempre preocupada e atenciosa. Sempre pronta para dar um colo e um beijinho. Sussurava-lhe ao ouvido antes de dar as boas noites o quão era importante. Mas não se iludam. Era a primeira a dar uma palmada quando a pequena se portava mal. Era muito exigente mal ela encontrou na escola. Tinha de ser a melhor aluna. Era filha da professora con's diabos! Desde essa altura, a pequena habituou-se a ter a pressão como sua melhor amiga. No entanto, com o avanço da idade, já não era apenas os pais que tinham grandes esperanças para a filha. Eram os professores, os amigos dos amigos, os puros conhecidos que diziam conhece-la. Todos a admiravam e desejavam ter as suas notas, no entanto, nas suas costas, sem ela suspeitar, murmuravam o quão ela era convencida e enjoada. Julgavam-na por lutar por um objectivo. Criticavam-na por ao invés de ir para a loucura da noite, preferir ficar em casa a ler um bom livro. Não obstante, os rapazes viam nela uma amiga ou confidente. Não a viam como objecto sexual como lidavam com as outras. Ela não ligava a nada disso. Apenas o seu mundo é que interessava. 



copodeleite às 21:00
link | |

(6):
De -MP a 17 de Abril de 2011 às 17:59
Já postei (:
Queres que te avise sempre que o fizer? (:


De savannah w. a 16 de Abril de 2011 às 23:17
de nada. :3


De savannah w. a 16 de Abril de 2011 às 23:02
obrigada elevado a dois. (:
gosto muito da maneira como escreves. ;o


De nyssa a 16 de Abril de 2011 às 21:36
gostei... vou seguir-te também


De savannah w. a 16 de Abril de 2011 às 21:35
mas se não me seguires de volta, eu também não te vou seguir mais.
quero ter um número exacto de quantas pessoas lêem o meu blog.
desculpa lá, mas é assim.


De -MP a 16 de Abril de 2011 às 21:28
Obrigada :D
Ainda bem que gostaste mesmo :3
Gostei bastante do visual do teu blog, é simples mas de certa forma «confortável» - ya, sou meia doida xD
E, sinceramente, este teu texto marcou-me.
Vou marcá-lo como favorito, porque simplesmente amei.
Parabéns *-*


Comentar post

Encontras...

Créditos

Formspring

Perfil

Visitas
Free Web Hit Counter