Sábado, 28 de Maio de 2011
Escrita.

Sem habilidade reconhecida para escrever, a caneta transpunha os furiosos pensamentos. Lágrimas de desespero lavam o rosto. Numa tentativa fracassada, tenta recuperar a postura racional. Sem resultado. As palavras eram mais fortes do que a racionalidade. O seu cérebro gritava-lhe um jorro de palavras. Palavras essas que necessitavam de ser libertadas sob pena de incendiar os sonhos. Com a vista humedecida, as mãos fluem desajeitadamente em gestos primitivos. As letras encavalitavam-se umas nas outras mostrando o degradante estado de espírito da escritora. Num abrir e fechar de olhos, a folha é preenchida. No entanto, a fome permanece. O desespero era tal àquela hora da noite que a miúda submetesse aos caprichos da mente. Se esta desejava mais papel, procuraria satisfazer tal desde que, mais tarde, retribuísse o favor - uma noite descansada. Quem descobrisse sobre estes negócios com a mente, diria certamente que tinha problemas mentais. Não que isso a preocupasse. Há muito que já não acreditava que houvesse vestígios dela na sua mente. Contudo, estes devaneios estavam a exigir demasiado de si. Obrigavam-na a libertar-se dos lençóis quentes durante as noites frias e, às apalpadelas, procurar uma caneta e um papel. Todos esses episódios acompanhados por acessos de loucura e gemidos surdos e molhados. Mesmo horas após o decorrido, continuaria a moer sobre o seu descontrolo. Como é que se tornou prisioneira das suas próprias palavras? Quando pequena, muitas vezes incitada pelas amiguinhas, a escrever no diário. Abanava a cabeça e ria-se do ridículo de transcrever as trivialidades da sua vida. Agora, tendo já 16 anos, recua nessa posição. Escreve, escreve, escreve. Já não há caderno seu que escape aos seus intermináveis dilemas. Como é possível? Nunca foi amiga das palavras. Não nasceu com o dom de saber articular as palavras. A professora cinquentona com os óculos característicos na ponta da cana do nariz que lhe ensinava o primordial do saber dizia azedamente ainda tendo tenra idade. Tão boa menina, dedica-te apenas aos números, está bem? Desdenhando um pouco sobre a leitura deficiente cheia de solavancos num texto de três singelos parágrafos, assim como, a falta de articulação das partículas da frase ao longo das composições. Pobre menina. Ela não ousava repudiar a ideia. Como se diz: primeiro estranha-se, depois entranha-se. E assim foi. As suas notas oscilavam sempre acordo com essa teoria. Às ciências exactas dois ou três valores a mais do que às letras. No entanto, isto já não condiz com a actual realidade. Pode não ter apetência para a escrita naturalmente mas farta-se de escrever. Conclui, a contra-gosto: é uma indecisa e uma complicada, ponto final. No entanto, não vai negar aos convites da sua mente. Vai deixar que continue aliviar a sua dor. Nem que isso vá lentamente matando-a.



copodeleite às 21:00
link | |

(28):
De Inês Tavares a 2 de Junho de 2011 às 21:28
Obrigado querida.
adoro o que escreves, a sério. :)


De nyssa a 2 de Junho de 2011 às 21:15
não vou deixar de publicar, vai ficar parada durante algum tempo, que eu não conto ser muito. Mas vou traze-la de volta ainda este verão se tudo correr bem.


De yellewanne a 2 de Junho de 2011 às 20:00
tens toda a razão.


De ariel a 1 de Junho de 2011 às 22:00
fico feliz por teres gostado (:


De Andie a 31 de Maio de 2011 às 23:11
hum oq...I understand (:
de nd qerida ^^


De Andie a 31 de Maio de 2011 às 22:58
e eu n posso estar mais de acordo em relação a isso :D
qd postas mais um dos teus maravilhosos textos? *-*


De Andie a 31 de Maio de 2011 às 22:53
eu acho q n mereço, mas obrg q pensas assim (:


De Andie a 31 de Maio de 2011 às 22:50
oww...mt obrg qerida *-*
mas acho q n mereço tantos elogios :o
porém fico feliz por saber q cativo as pessoas com aqilo q escrevo ^^


De Andie a 31 de Maio de 2011 às 22:44
fitche ^^
assim q escrever posto :D
e pq é q era pecado? :o


De Andie a 31 de Maio de 2011 às 22:39
obrg qerida :D
e ainda bem q gostas-te *-*
tb qeres continuação? ^^


Comentar post

Encontras...

Créditos

Formspring

Perfil

Visitas
Free Web Hit Counter