Sexta-feira, 16 de Março de 2012
(quatro)

fugimos, juntos, da verdade. queríamos mais, o corpo, a alma, o mundo, queríamos tanto... e sobrou nada. o vazio assombrou e agora? os corpos estão frios, distantes da vitalidade dos dias quentes e das gargalhadas simples. ainda te lembras sobre a sombra de um carvalho, a tua mão morena entrelaçada na minha pálida, quase mármore... o quanto brincavas com a alça da minha camisola. divertia-te o facto de me arrepiar cada vez que me tocavas. reclamava, afastava-te e desejava-te. resultado, apanhei um escaldão nas maças do rosto e um sorriso nos lábios. porque ele desapareceu?

 

fomos um "quase" tudo, somos um "quase" nada e seremos finalmente o todo...

 

não me toques, se não perco a coragem de me despedir para sempre. perdoei-te. voltaste e parti. porque? sou um fantoche nas tuas mãos. pior, és o meu ponto fraco, a minha tentação, o meu vício, os meus erros e os meus sonhos. não foste perfeito, nunca! mesmo assim, amei-me da maneira menos convencional possivel. amei-te. portanto, foge, corre rápido para um lugar onde não te encontre e não te corrumpa com este sentimento. foge e...

 

adeus.


recortes:

copodeleite às 14:50
link | |

(6):
De loony. a 19 de Março de 2012 às 20:09
estou a seguir-te. deve dizer-te que escreves maravilhosamente bem.


De тιago a 16 de Março de 2012 às 21:51
sim, tens razão, só depois; mas começa por nós acharmos que devemos ou não, de acorodo com o nosso coração e/ou consciência

está tudo (:
e contigo?
beijo.


De ... a 16 de Março de 2012 às 20:10
estou a gostar muito destas pequenas coisas que escreves por aqui :)


De Jessie Bell a 16 de Março de 2012 às 19:34
O que se passa? deixas-me preocupada.


De » Inês a 16 de Março de 2012 às 16:19
gostei *-* de cada palavra - escreves tão bem !


De somethingintheway a 16 de Março de 2012 às 15:09
Gostei tanto do texto *_*


Comentar post

Encontras...

Créditos

Formspring

Perfil

Visitas
Free Web Hit Counter